terça-feira, 5 de maio de 2020






EM UM MUNDO DE MASCARADOS

Todos hoje usam uma máscara, seja por causa de uma pandemia ou de um pandemônio pessoal, causas e motivos para o uso são diversas, afinal, cada um tem algo a esconder e também preferem que não sejam expostos o seu verdadeiro eu.

Vejo pessoas transitarem pelas ruas assustadas com um vírus que na verdade não tem esse potencial todo, prova disso que basta uma boa alimentação, exercício, tomar Sol, banhar se todos os dias com uma boa assepsia pessoal e pronto, não há bactéria, vírus, pandemia que o atinja, agora se nenhum desses itens são observados e praticados, sinto muito, um simples resfriado coloca sua vida em risco e sem a necessidade de vírus de pandemia.

O que observo ao andar pelas ruas é que por não aderir a essa merda de decretos insanos e  totalmente autoritários, sem dizer ditatoriais, as pessoas me olham como se eu fosse um ET, um ser fora dos padrões aceitáveis a essa manada que segue para o abatedouro sem usar o único músculo capaz de solucionar tudo - o cérebro.

Em meio a tantas atitudes como essa eu penso, será apenas por não usar máscara, ou na verdade os preconceitos e verdades pessoais imbuídas em cada um vem à tona com mais força e velocidade? Os donos das suas verdades pessoais agora podem efetuar julgamentos e efetuar condenações sem mostrar suas faces, afinal estão protegidas pela "lei e decretos" por máscaras de uso diário e em todos os lugares, que absurdo. 

O absurdo maior é os mentecaptos não pensarem de forma lógica, se você usa a máscara para ir a supermercados, padarias, comércios em geral e andar de carro, transporte público, o que impede o vírus de vir pelo ar e entrar em sua casa? Não existe corrente de de ar, vento, uma simples brisa para contaminar o ambiente onde você vive confinado como fado de abate? Pelo amor de DEUS, sejamos menos medíocres, hipócritas e usemos o bom senso, o outro detalhe que espanta é o fator de todos usarem máscara, mas não higienizarem os carrinhos de supermercado, aglomerarem se em filas de bancos para receber benefício de aposentadoria, do governo, pagarem contas em lotéricas, enfim, continuam a fazer a muvuca de sempre, nessa situação é declarada ao LOCK OUT em diversas cidades, cidadãos ameaçados de prisão entre outros absurdos, como soltarem os presos para evitar que sofram contágio, uma verdadeira piada, pense um pouco: se o frentista, o atendente do mercado, o cara que entrega gás, pizza, fast food em geral, pode ficar exposto ao vírus e morrer, porque o apenado, condenado não pode cumprir sua pena na cadeia e nos dar o prazer de morrer e assim economizar muito dinheiro de nossos impostos, sendo esses aplicados onde realmente devem ser aplicados?

Usemos menos máscaras e mais verdade em nosso dia a dia, com isso construiremos sim uma sociedade digna, deixando um legado decente para as gerações futuras e um mundo melhor para se habitar. 

EM UM MUNDO DE MASCARADOS, PREFIRO EXPOR MINHA VERDADEIRA FACE SEM MEDO DE SER  QUE SOU. 

quinta-feira, 24 de outubro de 2019


ME AME COMO EU SOU.

Durante anos fiz o melhor para mudar minha vida, mudar meu eu, porém cheguei a conclusão que não deveria mudar nada, deveria melhorar meus defeitos e aprimorar minhas qualidades. 
Afinal eu amo você com suas manhas e artimanhas, com as suas jogadas e malabarismos femininos, com seu charme e sua ira, com seu sorriso e seu grito de raiva, com sua sedução e sua indiferença, enfim te amo como é, então porque não pode ser recíproco esse sentimento?

"Se você não existisse iria te inventar,na forma de um anjo mais lindo, iria te te amar...." - Gustavo Lima.

Então entenda não quero ser diferente, quero apenas ser eu, apenas isso, sei que por vezes até eu mesmo me assusto comigo mesmo, mas o que é o processo evolutivo se não o de crescer com os erros e acertos e melhorar continuamente o que temos a dar e aceitar de forma plena e calma o que recebemos?
AMAR - Verbo interessante, conjuga - se de formas diferentes na gramática, porém na prática do dia a dia, só se conjuga na forma egoísta, ou seja, nem existe esse tempo em nossa gramática. 
Vamos ceder mais, entender mais, compreender de forma  mais clara, afinal, AMAR não é se doar? 
Então doe um pouco de você sem esperar nada em troca e surpreenda - se com um retorno maior do que o esperado, beije sem motivo aparente, apenas beije e sinta nos lábios da outra pessoa a garra e o desejo por você, acaricie sem esperar um ato contínuo e veja suas roupas ficarem jogadas pelo chão e o quarto se tornar pequeno para tantas carícias e orgasmos.
Doe - se, ame sem fronteiras ou imposições, beije sem compromisso, seja natural em suas atitudes, não venda uma imagem do que não é, seja verdadeira com você mesma, assim tudo ao seu redor irá te devolver o que realmente está recebendo.
Não existe um dia dos namorados, dos apaixonados, dos casados, enfim um dia só para amar; todos os dias temos de amar, com muita vontade. 
Dessa forma iremos ser mais felizes, não há prazo de validade para sentimentos, não há inspeção dos sentimentos e muito menos laudos comparativos entre o que é verdadeiro e o que o coração dita, há apenas um olhar vivo e cheio de esperança no futuro, há apenas palavras e gestos verdadeiros, sendo assim, ame, ame e apenas ame, deixe para a vida as cobranças, nisso ela é incomparavelmente exímia.
Plante essa flor no seu coração hoje, regue, cuide, deixe - a na luz o máximo que puder, amanhã quando abrir seus olhos, se prepare para ver um lindo campo florido, esse será seu coração, inundado de alegrias e amor.


©




A CONCORRÊNCIA É MENOR QUANDO SE É HONESTO.


Em dado momento de minha vida, conversando com um amigo de longa data, disse que já que a bagunça está generalizada nesse antro chamado Brasil, que iria começar a roubar bancos, assim teria um determinado conforto e impunidade, já que roubando de todas as formas os nosso representantes legais hoje estão em situação confortável, até mesmo na cadeia, veja o caso do Molusco, preso em Curitiba com mordomias de quem tem nível superior, independente de ser ex presidente, algo que penso que deveria ser anulado uma vez que já foi condenado.
Mas vamos aos fatos, roubar um banco não é apenas chegar na agência e gritar a plenos pulmões: ISSO É UM ASSALTO, PASSEM A GRANA TODA!!!
Requer planejamento, estudos(horas de estudo por sinal), compreensão do sistema de segurança do banco e o público(policia), rotas alternativas de fuga, esconderijos que não levantem suspeita, disfarces, novos documentos para fuga, uma equipe de apoio boa e que seja inteligente(sic), enfim só aqui já deu estafa e vontade de tirar umas férias, olha a trabalheira, fora o fator de armamento, se no caso for invadir agência de peito aberto, não esqueça dos coletes, para não virar queijo suíço cheio de furo em caso de embate com policiais. Mas se for fazer de outra forma, no caso roubo cibernético, ai a situação tomou rumos quase inconcebíveis, uma vez que o mercado não oferece tanta mão de obra qualificada, não temos Harvard, Oxford aqui para gerarem gênios de TI, levando em conta que a migração para IA está cada vez maior, a inteligência artificial está tão avançada que penso que em breve muitos vão pedir divórcio e arrumar uma para companhia pessoal, além do que, você por acaso em um processador Sycamore, chip do computador quântico do Google, que atingiu a supremacia quântica, capaz de processar na velocidade de 200 segundos o segredo por trás de um gerador de números aleatórios, algo que o mais potente computador do mundo levaria 10 mil anos para fazer....
Sendo assim, olha só a dor de cabeça que dá organizar o crime quase perfeito, pois esse não existe. Levando em conta que você tenha êxito em 45% dos preparativos, incluindo a contratação do tal gênio de TI, você consegue surrupiar(melhor que roubar, afinal estamos falando de meliantes com nível superior e qualificados e não bandidos pé de chinelo, ladrões de galinha), ou melhor apropriar se indevidamente de bem alheio, ficou melhor ainda, consegue fugir, mas alguém da sua equipe acaba sendo pego, fala mais que papagaio de pirata e te entrega para as autoridades. Pronto começou a verdadeira roubalheira, porque com certeza vai dar de cara com um delegado corrupto, não que todos sejam, mas com a sua sorte, você conseguiu esse ganho de cara, com ele vem uma equipe de discípulos que adoram dinheiro "fácil", você fica entre pagar quase 50% do "lucro" obtido ou pagar pelo menos uma boa quantia para um advogado top of the best para te tirar do flagrante, aliviar a prisão preventiva e outros tantos artigos que irão lhe imputar. Lá se foi o "ganho fácil", se optar pela "molhada" de mão do delegado, vai ter de roubar pelo menos mais uns 10 bancos para se ver livre do infeliz e ladrão com distintivo e fé pública. Não termina ai, afinal, ele com certeza tem de prestar contas para alguém, que com certeza é um promotor, juiz, desembargador ou até mesmo o ministro lactopurga Mendes, afinal a corrupção vem de cima para baixo.
Se optar pelo advogado, você irá acabar pagando a bela Mercedes Bens, o iate novo, o jatinho particular, casa em algum resort afastado e caro, com isso lá se foram os milhões, afinal são tantas "taxas e recursos" a serem impetrados que a despesa com honorários é bem extensa e dura por alguns anos, não se esqueça de roubar mais uns dois bancos para financiar tudo isso e sua liberdade condicional ou está pensando que irá sair disso tudo puro e virgem, totalmente imaculado?
Sendo assim, após rirmos muito de tudo isso, uma triste e real constatação, chegamos a conclusão que:
EM PAÍS DE CORRUPTOS, SER HONESTO É A MELHOR MANEIRA DE VIVER, AFINAL A CONCORRÊNCIA É BEM MENOR.
Por mais difícil que seja vencer, nunca deixe seus valores e princípios escoarem pelo ralo, nunca deixe que o seu travesseiro acomode uma consciência pesada, jamais veja nos olhos de seus entes amados e queridos a vergonha ou os faça serem alvos de ódio por seus atos impensados, nada disso vale a pena, dinheiro é bom, mas não compra saúde, vida, dignidade, caráter ou mesmo a morte, lembre se sempre disso. Viva cada dia como se fosse o primeiro de sua luta pessoal por vencer, assim, após todas as barreiras e dificuldades, sua vitória será um legado limpo e orgulhoso para os seus familiares, amigos, colegas de trabalho e todos o que irão lhe admirar por ser um vencedor nato e insistente.

quarta-feira, 2 de outubro de 2019





SINTO FALTA DE CONVERSAS INTELIGENTES



Não sei se é apenas uma percepção minha, uma exigência com o passar dos anos, o hábito de ler muito, a auto crítica que sempre tive com relação ao senso comum e o fator de me ver obrigado a participar de conversas fúteis e sem nexo por vezes, sejam elas em roda de conversa, de conhecidos, no meio de uma "balada" com cerveja rolando solta, mas sinto a falta de conversas inteligentes, com assuntos que tragam ganhos e também prazer.

Conversas sobre livros, artigos científicos, sobre peças de teatro, fatos históricos com embasamento e senso crítico, ter opção de pensar e aprender, com a atual conjuntura, me vejo regredindo e penso que em breve irei sucumbir a programas acéfalos de tv aberta, novelas folhetins que nada acrescentam, ao contrário, desvirtuam toda uma geração, a filmes classe E, pois são aqueles que você sabe a primeira incursão de diálogo e não muda nada com o decorrer da película hollywoodiana, ao contrário, você sai da sala com a vontade de bater até mesmo na própria sombra. 

SOCOOOOORRROOOOO, onde estão os assuntos que divaguei e conversei ao longo dos quase 4.000 livros lidos? Sobre a linguagem abordada, sobre o tema, personagens, roteiro envolvido e desenvolvido ao longo da história? Eu tenho 3 livros ainda por terminar, um quase no final, outro no meio e o último a minha obra pessoal, sobre minha vida e toda a experiência adquirida ao longo desses 52 anos, mas sinceramente, não consigo arrumar tempo e inspiração para terminar nenhum deles, ao contrário do primeiro, memórias do coronel e do segundo, amores e dissabores, esses travaram, puxaram o freio de mão e mandaram recolher o cérebro para o pátio do vácuo existente no quadro atual de diálogos.

Não fique pensando que estou querendo ser melhor, superior, soberbo ou o que quer que seja, sobre as demais pessoas, mas por favor, ajudem a deixar um legado maior que este atual, algo que tenha contexto, tenha qualidade, diversidade(nem mencione a sexual,pelo amor de DEUS, isso já esmagou qualquer culhão existente), ajude a construir cultura, saber, mostre que tem algo melhor que tudo o que sabe para legar aos novos, aos incautos, aos dislexos, ao preenchimento de cabeças que portam grandes atletas de natação, pois não tem nada entre uma orelha e outra, somente o líquido amniótico, então seus portadores praticam muita natação para chegar de um ponto ao outro.

Eu errei em querer aprender demais, ler demais, procurar conhecimento, procurar uma diferenciação, fui obrigado a regredir e entrar em contato com o meu eu, pedir para erradicar metade do que sabe e imbecilizar um pouco, assim faço todos felizes e não ofendo ninguém. Mais uma vez, peço, não me critique, eu errei por querer evoluir além do que me foi permitido, hoje não lembro metade do que aprendi sobre arte, sobre música, autores, peças de teatro, fico envergonhado de abrir a boca e dela somente sair asneira e com isso "pagar o gorila" do ano, da década. Antes podia me dar a esse luxo, era um menino incauto e imaturo, aprendi nos livros que poderia me tornar o que quisesse, bastava inspiração, força de vontade, dedicação e claro muita leitura, estudei muito e quero fazer mais uma graduação se conseguir e claro DEUS permitir, vai ser mais uma para o fundo da gaveta, para companhia das outras. 

Em tempos de mídias sociais absortas em ostracismos e iniquidade intelectual, quem pensa é visto como um alienígena, as vezes olho para o lado para ver se não tem alguém com uma tocha acesa na mão e querendo me queimar na fogueira das vaidades das redes sociais.

Liberdade de pensamento e diálogo, esses dois itens, nem o ministro diarreia, Gilmar Mendes, consegue libertar e olha que esse solta até mesmo prisão de ventre de óvulo não fecundado......


terça-feira, 25 de junho de 2019






COMO UMA ONDA

Quando olhamos o mar, muitos devaneios vem em nossa mente:
- a vontade de viajar sem destino e sem ter parada certa;
- a velha pergunta que fazíamos aos nossos pais, depois daquela linha no horizonte o navio cai? (isso foi motivo de medos e temores inclusive para os nossos desbravadores de séculos atrás);
- saber que mistérios escondem as profundezas e também que tesouros estão submersos em sua vastidão, afinal nosso planeta Terra é composto por mais de 70% de água, já pensou em melhorar sua performance na natação???
- Ver se o mar é verde em todas as partes ou se é azul como o Pacífico ou mesmo o Índico;

Seja lá qual for a vontade a fantasia, nos deparamos com a constante de marés que sobem e descem, das ondas contínuas que surfistas tentam de todas as formas "dropar", surfar, desbravar e alguns até praticam manobras fenomenais, um show à parte.
Onde você iria se pudesse? Quais aventuras você teria coragem de enfrentar mar adentro e ondas e mais ondas em meio ao vasto oceano que suplanta nossa imaginação e também nossa coragem?
Até onde vai seu espírito desbravador e aventureiro? Recentemente alguns canoístas  tiveram a agradável surpresa de ter uma baleia ao redor de sua canoa, fazendo peripécias e saltos lindos, mesmo com o susto o show que ela deu foi sensacional, ainda bem que estamos em máres brasileiros, se fosse em mares americanos ou asiáticos teriam sido vítimas de um tubaraão branco com certeza.

Nossos devaneios são como as ondas do mar, vem e vão, alguns com tormentas que nos fazem enfrentar os mais loucos desafios, outros cálidos e serenos como o mar de quem já teve a chance de fazer um cruzeiro pela costa, mas seja lá como for, imagine que sua vida e suas decisões sempre devem nortear - se não pela subida das marés, pois alto e baixos temos todos em toda a nossa vida, mas pelas ondas, sim, já viu a quantidade de belezas que se encontra na areia após uma noite de ondas calmas? Claro que temos de ter essa experiência onde as pessoas respeitam a natureza, caso contrário iremos colher LIXO E MAIS LIXO, deixado pelo ser mais destrutivo que já se teve notícia: O HOMEM.

Mas encaremos um cenário propício a isso, iremos colher conchinhas, nem tenta me enganar que você já pegou muitas para levar de recordação e para colocar na sua estante, aquário ou seja lá qual for o fim que deu. Você pode encontrar estrelas do mar, muitas surpresas podem advir dessa caminhada matutina. Mas ai você se pergunta, só vou poder colher frutos quando estiver na praia e assim equalizar meus pensamentos? Não. Você pode fazer isso quando e onde quiser, feche os olhos, deixe a mente vazia por um tempo e tente navegar dentro de si e veja qual é o resultado depois.

Irão ter ondas que irão te atingir como tempestade, essas são seus temores e dúvidas;
Irão ter ondas que vão te afogar, essas são seus anseios e sua instabilidde emocional;
Irão ter ondas que serão apenas marolas sem força alguma, são suas certezas e conquistas, sua habilidade de auto controle;
Enfim, como uma onda no mar, tudo isso irá vir e voltar sempre, mas você pode controlar e tirar o máximo proveito desse turbilhão que se forma no horizonte de sua mente, no furacão que vem lá longe, basta usar seu bom senso e esperar o momento certo para tomar suas decisões, não é fácil quando a ansiedade toma conta de você, mas se aprender a controlar sua ansiedade e a respirar, isso mesmo, respirar corretamente, nunca irá se afogar no meio da onda, seja ela alta demais ou uma simples marola que não cobre sequer seu pé.

Em síntese, aprenda que a vida dá voltas e mais voltas, sendo assim, como em nosso planeta, a sua maré irá subir e descer várias vezes, seja o capitão do navio que é sua mente e vença todas as tormentas, jamais deixe seu barco ser tragado para as profundezas do medo ou da dúvida, sempre o aporte em portos seguros, de preferência no que tem o nome de coragem, garra, vontade de vencer e conquistador, assim você além de se tornar um excelente navegador, será de uma força inacreditável, porque aquele que vence o desafio se torna vencedor, mas o que vence a si mesmo, torna - se IMBATÍVEL.       
 

quarta-feira, 5 de junho de 2019


ME AND LADY DEATH


Já visitei a morte por várias vezes, desde pequeno, da minha remota lembrança, sempre tivemos um caso de amor forte e repleto de idas e vindas(no caso morrer e voltar). Já me vi com 45 graus de febre e sendo dado como morto por médicos para os meus pais quando tinha apenas 4 anos, já tive as doenças infecto contagiosas que um ser humano pode ter em sua infância: sarampo, rubéola, catapora, furunculos pelo corpo todo, infecções pulmonares devido ao excesso de friagem, hipotermia por estar muito tempo exposto em missões de trabalho. 

Um acidente de moto igual ao da foto, para não sobrar muito da moto(uma pena), pobre moto... rsss mesmo sadicamente hoje analisando o acidente vejo que ainda tenho mais uma vida, afinal já passei no vale da morte seis vezes, a mais recente foi uma cirurgia de duodeno(a parte que liga o esôfago ao estômago), dez horas de cirurgia, três paradas cardíacas violentas e olha eu aqui de volta, oito meses sobre uma cama , 44 pontos internos e externos, passaram over loque dessa vez rsss  mais uma piada sádica claro, afinal que tanto tenho de fazer aqui nesse mundo? se fosse um cientista famoso e com PHD, maravilha, vou criar ou desenvolver algo que salve a humanidade, se fosse um engenheiro renomado também com PHD, criaria a máquina que iria matar a fome de todos e traria paz a boa parte do mundo, mas;

"sou apenas um rapaz latino americano, sem dinheiro no bolso e parentes importantes, vindo do interior.." nada me descreve melhor.

Uma vez li o seguinte poema: 

"amava a morte e ela não o queria, um dia cansado de seus descasos, apaixonou se pela vida. A morte enciumada arrancou lhe o coração em um ato totalmente de possessividade e ciúmes" 

Penso que não devo me apaixonar pela vida, vai que a mulher da foice que tantos temem e que nunca me trouxe medo fica brava, ai lá vamos nós ter a nossa DR - discussão de relação.... com ela, claro que nunca vou ganhar.

Hoje vivo um dia por vez, uma nova vida e novas perspectivas e também muitas dúvidas, pois cada vez que se voltada morte, a vida se torna estranha de forma que os questionamentos são cada vez mais intrínsecos e vorazes. Você já não vê graça em muita coisa e nada te desperta mais tanta emoção, afinal voltar da morte é uma mega experiência de adrenalina e emoção, sendo assim o resto se torna fútil e por vezes desprezível.

Não é soberba ou arrogância, mas ter outras prioridades e metas, algumas que o vão ser humano não compreende até ter que superar isso, pelo amor de DEUS, não quero ter uma vida longa ou eterna, socorro, quero virar pó como todo mundo. Quero ver meus pais do outro lado e ver as pessoas que me são caras e fazem falta e poder abraçar a todos, claro se for possível, como disse e escreveu em suas diversas obras, nosso amado e único mestre Chico Xavier, como gostaria de ser 0,000001% do que ele foi, seria uma realização pessoal ter a luz dele, a sua visão tão linda e privilegiada desse mundo torpe e perdido.

Mas  penso que jamais terei essa bênção, sendo assim, vou vivendo, levando sorriso aos rostos tristes, falando besteiras para aqueles que querem extravasar o seu eu e poderem sorrir de suas idiotices, levando uma palavra de conforto aos que estão sofrendo e perdidos, enfim usando a única ferramenta que tenho, a voz e a pouca e parca inteligência.

Sempre digo que se fizer ao menos uma pessoa sorrir por dia, já valeu o meu dia e a minha semana será mais próspera, por isso escrevi o texto sobre a dor que me atormenta e me incomoda. É complicado estar nessa vida, tendo passado pela outra e voltado tantas vezes, as vezes quando ouço a música RADIO, com DONNA SUMMER E  SEAL, tenho a certeza de que fiz a escolha certa na área profissional, queria poder fazer mais, porém vou aceitar o que tenho por hora, já disse o poeta de xerém: "deixa a vida me levar, vida leva eu...." mas não se apaixona não viu, porque se não a dona morte vai ter mais uma crise de ciúmes e lá vou eu de novo

Viva cada momento de sua vida como se fosse o último, afinal posso falar de experiência própria, a morte não está na curva ou ali naquela esquina, mas ao seu lado só esperando você vacilar e cometer o mais ínfimo erro para te levar. 

VIVA, DESENCANA QUE A VIDA ENGANA.....
A pior prisão não é aquela que te priva de liberdade entre quatro paredes, seja por 4 meses, 40 anos, 4 séculos(no caso de sua alma), mas aquela que está dentro de você, aquela que te oprime a todo momento, com inseguranças, medos e até mesmo ceifa a vontade de alçar novos voos, novos ares, te impede no seu íntimo de criar, de soltar o ar preso em seus pulmões em um grito de socorro, de poder ficar só, pensar, enxergar momentos seus sem a presença de ninguém, afinal tudo que excede, sobra.

O que sobra geralmente, usamos como compostagem ou descartamos; mas como descartar algo que não tem como, algo que está incomodando dentro de você e por mais que tente ter sensibilidade e tato para lidar com isso, você já perdeu o feeling há muito tempo. Como saber o momento certo de explodir ou de calar ou de amar ou mesmo de gritar por socorro e liberdade?

Uns chamam de depressão, outros de opressão, outros de vilipendiar liberdade alheia, mas como definir algo que te sufoca e mesmo assim você não sabe como romper esses grilhões?

Como enxergar que o oposto do amor não é o ódio, mas a indiferença? Que no caso do não amor o que impera é o medo? Mas medo do que? Porque esse medo, essa fuga de um lugar que não existe a não ser dentro do seu peito que está sufocado e precisa respirar a qualquer custo?

Como se evadir de um local que não tem paredes, portas, janelas ou mesmo que um dia tenha tudo isso é abstrato, pois está na sua alma, que sangra por dentro devido uma dilaceração profunda e aguda que foi causada talvez por anos e anos a fio de casos e mais casos vazios e que hoje se instauraram em você como parte ínfima porém latente?

Dúvidas pairam sobre seus pensamentos, elas existem, elas são claudicantes e perspicazes em determinados momentos, em outros são cruéis, são fulgás, são aterrorizantes, te colocam a beira da insanidade e te devolvem a realidade como um sopro de um furacão, tamanha o despertar para uma realidade que te assombra e as vezes te instiga a ver até onde pode ir. Desafiar seus limites, tentar ver se o fio da vida é tão frágil como já descreveram tantos e tantos pensadores gregos em suas ilíadas, ver se realmente dançar sobre a lâmina que interpõem a morte é tão perigoso assim, enfim explorar algo que nunca te incomodou, o medo. 

Sim o medo que apavora tantos, que os joga na depressão, o medo que tange a vida humana a milênios, desde a sua criação, seja o medo do caçador que tem de pegar água a beira do rio sem que o crocodilo coma seu bebê que está na margem, seja o medo que aflige o aventureiro pendurado a beira de um penhasco sem proporções de fundo, quando sua corda está rompendo centímetro a centímetro e ele não tem aonde segurar para terminar essa escalada e vê que o fim é proeminente. Medos de ceifar a vida? porque? por ser passageira e você não ter tido tempo de conhecer todos os lugares que queria ou mesmo ter espaço para ficar só? 

Sim o medo, algo que não deveria existir em nossos vocabulários, porém é parte presente de nossa educação e criação, desde pequenos somos instigados pelo "não faça isso, não faça aquilo..." gerando medos e insegurança, mas e quando você nunca teve limites e nunca teve que se preocupar com nada além de sua liberdade de poder ir e voltar quando quer e bem entende? Quando isso é ceifado de sua vida, te privam das asas, das estradas, das caminhadas solitárias e pensativas que tanto te energizam, porém isso não representa uma prisão efetuada pela justiça, em presídios, celas de concreto, mas dentro de você, dentro de suas expectativas frustradas por situações adversas e que ninguém pode responder porque não sabe de sua dor, não sabe de seu desespero, de sua aflição...

Gritar resolve? dizem que emana energia, mas a física ainda não comprovou esse ensaio científico. Quebrar tudo ao redor, dizem que alivia, porém repor tudo depois vai despender energia, estresse, dinheiro, você só irá trocar seis por meia dúzia. Enfim como soluciona isso tudo? Como achar a resposta para essa situação tão complexa, pois você não pode se dar ao luxo de errar, existem cobranças que ceifaram sua mente, pensamentos pela eternidade, logo você que sempre teve solução para tudo, agora se vê perdido e vazio, desesperador tudo isso, a dor em seu peito sufoca, machuca, te dá vontade de rir, chorar, gritar, mas nada disso alivia essa zona toda na mente.

DEUS, já te deu várias chances de reavaliar suas escolhas,o diabo por sua vez vem e bagunça a porra toda, um te mostra salvação e pede paciência, outro te mostra as chaves de uma liberdade que vai te aprisionar mais ainda..... Como diria um velho amigo: "Situação do caralho, se correr o bicho come, se ficar ele pega...." o ditado não está errado, se correr o demônio te pega na curva, se ficar DEUS te pega pelas orelhas e te põe de castigo até você conseguir com sua mente limitada entender tudo isso. "Eu deveria estar contente por usar apenas 10% da minha mente animal....." já cantou um dia Raul Seixas.

Tudo isso é um desabafo, mas não para ninguém, para si mesmo, um momento de decidir o que melhor lhe apetece, o que melhor te faz ter tesão em viver, não quero piedade de ninguém, conselho de ninguém, quero apenas poder tirar esse peso que está me sufocando o peito e não consigo identificar o que causa tudo isso, quando identificar saberei como lidar, seria o excesso de liberdade que hoje me faz falta? seria a vontade de ficar um bom tempo sozinho? enfim o que acontece dentro do meu ser que está me fazendo morrer um pouco a cada dia e perder a vontade de seguir em frente? Não estou depressivo, pois ainda amo ouvir música, amo ficar com meus cachorros, amo a vida nova que estou construindo aos poucos, enfim nada disso me causa incomodo, mas essa merda já deu, já chegou ao limite. 

Vou resolver isso uma hora, um dia, uma noite, seja lá quando for. Afinal sou aquilo que construí para durar, EU, esse eu que já fez muita cagada, já chorou muito pelas perdas e sorriu com as poucas conquistas, mas que nunca desistiu de lutar e vencer, mas que está cansado e velho para tantas outras situações.